terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Está pensando em ir para Orlando? Parte 2 – A Bagagem


O ideal é levar duas malas para cada pessoa da família (esse é numero permitido pelas companhias aéreas). Estou contando também as crianças. Não é exagero. As comprinhas vão rolar, não tem como evitar. Muita gente não se dá conta como a bagagem vai crescendo ao longo da viagem e acaba tendo que comprar uma mala extra. E as crianças, apesar de terem roupas mais compactas, ganham brinquedos que ocupam um baita espaço.

Não é por um acaso que as marcas de malas fazem conjuntos com 3 tamanhos: grande, médio e a pequeno. Na ida, a mala média vai dentro da grande. Você fica com uma mala inteira livre para suas compras. Dá e sobra. Se você precisa da mala grande já na ida, está levando coisa demais, controle-se. A mala pequena é permitida como bagagem de mão se ela não estiver pesando mais de 5kg. Use se sentir necessidade.

O ideal são as malas tradicionais retangulares com rodinhas. De preferência 4 rodinhas que andam inclinadas e em pé, facilita bem o transporte. Fuja das sacolas. Fica difícil de organizar e carregar. Lembre-se de que quando você viaja com crianças, o melhor é ser prática.

Antes de escolher as roupas que vai levar entre antes num site de previsão do tempo. No verão é muito, mais muito calor. No inverno, pode ficar frio, mas também pode fazer um clima de verão. Nunca se sabe. Por isso, se você entrar em sites como
The Weather Channel fica sabendo a previsão do tempo para os próximos 10 dias e vai poder fazer as suas malas sem precisar levar o guarda-roupa inteiro.

Para as crianças a conta é fácil. Leve uma muda de roupa para cada dia com uma camiseta a mais. No final acrescente mais 3 conjuntos. Não se esqueça de levar roupa de banho (sunga, shorts ou maiô) e uma sandália que possa molhar. Mesmo no inverno. Muitas atrações são de se molhar e alguns dias fazem calor suficiente para se refrescar na água. Não leve muita roupa. Orlando é um ótimo lugar para comprar moda infantil. As peças são lindas, duráveis e com bom preço. Principalmente nos outlets.

Bagagem de mão
A maratona não é fácil. São 8h de vôo até Miami, algumas horas de espera no aeroporto e 40 minutos de vôo de Miami até Orlando. Se adulto cansa, imagine as crianças. Leve alguma coisa para entretê-los quando estiverem acordados. Sugestões: caderno de desenho e canetinhas, massinha, quebra cabeça e jogo da memória. Para os mais velhos vale um game portátil e revistas. Essas são apenas sugestões você que é a mãe é quem sabe o que vai distrair seu filho. Só não leve algo grande demais, nem muito pesado. O que era para ser útil acaba virando um incômodo.
As companhias aéreas fornecem um mini travesseiro e uma manta. Mas não é má idéia levar de casa. Você pode usar no tempo em que estiver esperando para embarcar.

Leve também alguns itens de higiene pessoal como escova de dente, pasta e hidratante (o ar do avião é muito seco). Outro item que eu recomendo levar na são lenços umedecidos e aquele gel anti-séptico para mãos que virou moda nas bolsas femininas. Você vai me agradecer por lembrá-la quando entrar no banheiro depois de algumas horas de vôo.

Não se esqueça de alguns medicamentos: analgésico para possíveis dores no corpo e de cabeça, remédio enjôo e um antiácido caso aquela comida horrorosa não lhe caia bem. Converse com seu médico sobre o que fazer caso seu filho tenha tendência de passar mal em carro ou avião. Ele pode sugerir uma medida preventiva.


Evite inconvenientes, siga as regras
Depois de 11 de setembro as regras para bagagem de mão ficaram muito mais rígidas. Agora você tem que acomodar seus artigos de higiene pessoal em embalagens plásticas transparentes, tipo Ziplock®. Não é permitido levar líquidos, pastas, nem gel. A não ser em embalagens pequenas com até 100ml. Se você não encontrar os produtos em embalagens pequenas compre frascos especiais para viagens disponíveis em algumas drogarias mais sofisticadas. Os remédios também têm que estar foras das caixas dentro dos saquinhos, caso sejam líquidos. Para esse item existe uma tolerância maior, não precisa ser até 100ml. Também não são permitidos objetos cortantes, nem mesmo cortadores de unhas. Não tente burlar as regras, tem fiscalização e eles enchem a paciência mesmo. Jogam as suas coisas fora, demoram a te liberar entre outras coisas que eles podem fazer para estragar o começo das suas férias. Melhor ser obediente.


Carrinho
Se você tem um bom carrinho, não o deixe no Brasil. Mesmo que seu filho tenha mais de 3 anos, se ele ainda couber no assento, esqueça as reclamações do seu marido e leve mesmo que você tenha que apelar para o discurso: “Se o carrinho não for, eu não vou”. Nenhuma criança agüenta andar as distâncias dos parques. Se você não levar o seu carrinho, vai ter que alugar um. O menor aluguel custa U$ 11,00 sem as taxas. Se você for passar uma semana, vai gastar pelo menos R$ 77,00. Além de evitar o prejuízo o carrinho não serve só para os parques, serve para as comprinhas (além de carregar seu filho, carrega as sacolas), voltar para o carro no final do dia (imagine levar uma criança no colo depois de andar por mais de 6 horas seguidas) e para cruzar o aeroporto de Miami de um portão ao outro na ida e na volta. Convencida? Só não leve o seu carrinho do Brasil por um motivo: se você for comprar outro lá. Você não precisa despachar o carrinho. Pode entregar e retirar na porta da aeronave. Simples e prático.

Ah, não se esqueça de identificar muito bem as suas malas. Não bastam só etiquetas, se a sua mala for a do tipo-preta-que-todo-mundo-tem. Amarre uma fita colorida para ajudar a visualizar de longe.
O próximo capítulo é sobre os Parques. Aguardem

12 comentários:

ANA PAULA PALMEIRA disse...

ESTOU ANOTANDO TODAS AS DICAS!!!ESTAREI AÍ ENTRE 29 E 4 DE MARCO,PROCURO TECIDOS ALGODÃO,PARA ROUPA INFANTIL E DECORACÃO.UM ABRACO,ANA PAULA.

Laura Florence disse...

Oi Ana,

Já fiz a pesquisa.
Me passa seu e-mail pelo laura.florence@uol.com.br que eu te mando a lista. Aqui na sessão de comentários não entram os links.

Abraço,

Laura

Zazou disse...

Em relação as malas é preciso de um cuidado especial, não apenas no tamanho, mas principalmente no peso.

Pois existe um limite que é de 70 Lb, que dá aprox. 32 Kg. Mais do que isto vai pagar uma multa por excessso de aprox. U$ 100, mesmo que sejam algumas gramas a mais e elas pesam no detalhe.

Acima de 100 Lb elas não deixam nem despachar.

Vi muitos brasileiros comentendo este mesmo erro. Pois muitas vezes é até melhor comprar outra mala, que nos outlet são muito baratas, e o pessoal das lojas já conhecem os "Brasileiros compradores", pois com esta mala extra vai pagar os mesmos US$ 100, mas são para 32 Kg e não para alguns poucos a mais do excesso daquela mala lotada.

Zazou disse...

Quanto ao carrinho de bebê ele realmente é uma excelente dica, pois nos parques realmente custam caro o aluguel por dia, e além disto só vale para dentro do parque e não para o estacionamenbto, no shopping, no aeroporto, etc, aonde também faz muita falta.

Outra dica é que dentro do parque podem ficar tranquilas ao deixar suas sacolas e casacos dentro do carrinho do lado de fora dos brinquedos.

Outra coisa pode levar o carrinho até a porta do avião, pois ele não conta na sua cota de duas malas de 32 Kg por pessoa. Depois recebe o carrinho na porta na saida do avião. Além de ajudar a carregar as sacolas extras de mão que coloca no carrinho no caminho longo até o finger.

Zazou disse...

Quanto a mala mais uma dica útil e importante: Não deixe para fazer a mala toda ou mesmo fecha-la no último dia!

Pois pode ter surpresas, ou seja, comprou demais, o que não é dificil com o dólar a R$ 1,70 e com todos aqueles outlets e promoções, e não dá tudo na mala e o vôo de volta é daqui a poucas horas...

Minha recomendação é que vá fazendo a mala aos poucos todos os dias quando chega de noite ou de manhã cedo antes de sair. Vá colocando o que já usou e o que já comprou (até para ficar mais protegido no fundo da mala).

E se não der, tem tempo de se planejar e comprar uma mala a mais. Que cá entre nós vai acontecer...

Assim acaba que vai até sobrar um tempo extra no último dia quanto todos estiverem desesperados fechando a sua, você vai estar tranquila aproveitando o tempo para outra coisa.

Recomendo perder todos os dias uns 10 min. fazendo a mala aos poucos do que aquelas 2 horas inevitáveis do corrido último dia.

Laura Florence disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renata disse...

Laura, estarei em Orlando entre 5 e 18/05. Se for possível, gostaria que vc me desse dicas de lojas onde encontro roupas infantis legais e com preço bom e também onde acho roupas de cama e acessórios para casa. Meu e-mail é renatavaleite@hotmail.com
Obg.

Joana disse...

Oi

Eu adoro o seu blog e já o adicionei aos meus favoritos.
Estou pensando em ir pra Disney qd o meu filho tiver 2 anos. Como 'e a viagem de aviao? Eles ficam bem direto na poltrona (eh seguro?) ou a gente leva a cadeira de carro deles?
Uma amiga minha veio agora de Chicago com o filho de 1 ano e meio, e ele veio na cadeira de carro dele. Ela comprou um "carrinho" de rodinhas que vc encaixa na cadeira e funciona mais ou menos como carrinho. Sabe qual eh?

Bjs

Laura Florence disse...

Oi Joana,

A viagem de avião é cansativa para gente, imagine para uma criança. Mas felizmente meu filho dorme o tempo todo. Coloca a cabeça no meu colo, os pés no pai e ronca até lá. De ponta a ponta. Pos isso nunca levei cadeirinha. Nos momentos de decolagem e pouso eu coloco o cinto nele. È perfeitamente seguro. Pq o cinto do avião não é aquele de 3 pontos portanto não importa se seu filho é pequeno. Ele prende tanto adultos quando crinças. Sei qual é essa cadeirinha/carrinho. Ela é vendida por telefone numa espécie de 1406. Não sei se você precisa. Seu filho pequeno vai se encaixar perfeitamente entre vocês dois. Ele pode deitar e dormir mais confortél. Recomendo você levar um colchonete desses de carrinho para deixar a poltrona mais nivelada. Pergunte ao seu médico se você pode dar Dramim antes de embarcar. Além de evitar o enjôo, dá um sonhinho...Leia acima tb minhas dicas sobre brinquedinhos e afins.
Bj

Laura

Anônimo disse...

Oi Laura, adoro seu blog e suas dicas são valiosíssimas!!
Em Setembro irei para Miami com minha bebê de 1 ano e 2 meses e vou comprar a cadeirinha pro carro lá. Por favor, você tem alguma marca, modelo, loja pra me indicar?
Desde já agradeço muito.
Obrigada e parabéns pelo seu trabalho.
renatacsalgado@terra.com.br

disse...

Oi Ana,

Adorei as suas dicas mas estou com dúvidaem relação em adquirir as malas.
Pensei em Levar uma mala pequena e deixar pra comprar as malas maiores lá em Orlando, o que vc acha melhor? No caso de comprar duas malas grandes prá volta, será que passa do peso permitido?
Bjs Lô

Laura Florence disse...

Oi Lô, se você não tem malas legais e pretende comprar novas, faça isso mesmo: compre lá. O preço é infinitamente melhor. Cuidado com o peso das malas. Divida os acessórios pesados em vário volumes. Uma mala grande cheia de roupas não ultrapassa o peso, mas se tiver coisas mais pesadas como eletrônicos, brinquedos pode estourar. O bom, se você ficar na dúvida é comprar uma balança pequena de viagem. Você encontra em lojas como Baht bed and beyond. bj